Sindicombustiveis-al

Estabelecimentos anunciam um valor de combustível que só é válido em aplicativo ou como cashback

Lucas Maia – Agência Tatu

Ao transitar por Maceió, é possível identificar que diversos postos de combustível anunciam preços inferiores à média. No entanto, ao abastecer o veículo, o consumidor verifica que os valores para pagamento à vista são superiores aos apresentados nas grandes placas dos postos de combustível.

Nos postos da bandeira BR, o suposto desconto, na verdade, é um cálculo considerando o cashback – dinheiro de volta após alguns dias – quando a compra é realizada dentro de um determinado aplicativo. Já nos postos de bandeira Ipiranga, os preços anunciados consideram o maior desconto possível a ser obtido no app da marca. Mas, ainda assim, o cliente nem sempre obtém um retorno equivalente ao valor anunciado nas propagandas.

Nesta segunda-feira (22), o preço médio da gasolina está em R$5,24 nas bombas da capital, chegando a custar R$5,79 em alguns postos da cidade. O maior valor já identificado em toda a série histórica, de acordo com dados do Litrômetro, ferramenta criada pela Agência Tatu em 2018, no período da Greve dos Caminhoneiros. Confira.

De acordo com Daniel Sampaio, diretor-presidente do Procon/AL, os postos de combustível só podem anunciar os valores com desconto por meio de aplicativo se o material publicitário estiver ao lado da placa, com os preços convencionais e com a fonte de texto de mesmo tamanho. Entretanto, não é isso que se verifica na prática.

Sampaio alerta ainda que os consumidores sempre podem recorrer ao órgão. “Caso o consumidor se sinta lesado ou enganado, o Procon Alagoas está de portas abertas para evitar possíveis fraudes na hora da compra. Ele pode acionar o órgão por meio do 151, pelo WhatsApp 98876-8297, ou pode agendar o atendimento presencial”, reitera.

O OUTRO LADO

Em nota, a BR DISTRIBUIDORA informou que sua parceria com o aplicativo AME tem como benefício ao consumidor um cashback dentro do app, mas que não se trata de desconto. Diz ainda que tem reforçado a orientação para que os postos da bandeira continuem seguindo o padrão das peças e demais materiais de divulgação disponibilizados nos canais de relacionamento da empresa, para garantir que a informação chegue para o consumidor final de maneira clara.

A bandeira Ipiranga informou, também em nota, que está atenta à correta comunicação dos preços através de seu aplicativo e diz que orienta os revendedores para o uso adequado do material publicitário, que está disponível no Portal Rede Ipiranga. A empresa ressaltou ainda que, em contato com Procons de diversos estados do país, os órgãos entenderam sua publicidade como legítima e que entraria em contato com a superintendência local para esclarecer eventuais dúvidas.

Categories: noticias