Sindicombustiveis-al

Valor Econômico

12/11/2019 – O governo vai passar a cobrar contribuição previdenciária de 7,5% sobre as parcelas do seguro-desemprego para bancar o pacote Verde Amarelo, que tem o objetivo de criar estímulos para contratação de 1,8 milhão de jovens entre 18 e 29 anos até 2022, com rendimento limitado a 1,5 salário mínimo por mês. A medida deverá render aos cofres públicos R$ 11,5 bilhões em cinco anos, mais que o suficiente para cobrir a desoneração da folha de pagamento, que está projetada em R$ 10 bilhões para o mesmo período. Para compensar a oneração do seguro-desemprego, o trabalhador poderá contar o tempo que recebeu o benefício, que pode variar de três a cinco parcelas, para requerer a aposentadoria.
O governo anunciou ontem um pacote de medidas para incentivar a contratação de jovens, melhorar a inserção de pessoas com deficiência e promover mudanças nas regras de concessão do microcrédito. Para ler esta notícia, clique aqui.

Categories: noticias