Sindicombustiveis-al

14/11/2019

Fonte: IstoÉ

A BR Distribuidora está sozinha à frente do “Cartão Caminhoneiro”, solução que funciona como um cartão pré-pago na compra de diesel nos postos da distribuidora. Durante conferência com analistas, nesta terça-feira, o presidente da empresa, Rafael Grisolia, foi questionado se a Petrobras estaria assumindo o risco de volatilidade do preço do diesel. O executivo foi perguntado também como ficaria a relação com a Petrobras e a BR Distribuidora no Cartão após concluído o processo de desinvestimento da estatal no refino.

“Com relação ao Cartão, ele não tem relação com a Petrobras. É produto da BR”, disse Grisolia. “Tudo que a gente oferece nele é uma iniciativa nossa. É uma conta nossa”, afirmou.

De acordo com o executivo, a parte do hedge, que abre espaço para que os caminhoneiros tenham previsibilidade nos preços por 30 dias, é contratada pela própria BR. “A gente tenta rentabilizar a contratação no próprio produto”, disse.

O cartão caminhoneiro foi apontado no meio do ano pelo presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, como uma alternativa para dar mais previsibilidade aos caminhoneiros. Tal saída seria uma forma de evitar novas manifestações da categoria, que questiona os ajustes dos preços no diesel. Em 2018, a paralisação dos caminhoneiros trouxe efeitos drásticos à economia brasileira.

O executivo se mostrou confiante com o potencial do Cartão, que deve atingir além dos caminhoneiros autônomos, os embarcadores e transportadores.

“O Cartão Caminhoneiro continua sendo plataforma importante. Estamos hoje com 300 postos cadastrados. Está se provando ser plataforma robusta e que a gente pode alavancar outros tipos de negócios”, disse Rafael Grisolia.

Segundo o executivo, a empresa está aprendendo com o uso do Cartão, que está dentro da iniciativa de serviços financeiros. Com o aprendizado, Grisolia disse que há “uma agenda de valor importante que pode ser implementada”.

Grisolia acrescentou ainda que a BR criou uma gerência específica para tratar dos postos rodoviários. “A gente acredita que ela vai alavancar na nossa estratégia e manter competitividade no segmento”, disse.

Categories: noticias