Sindicombustiveis-al

12/07/2019

Fonte: O Tempo

O receio com os rumos da economia, especialmente o do emprego, está postergando a troca do carro usado. Em tempos de dinheiro curto, o consumidor está mantendo o veículo que possui e consertando nele somente o essencial, segundo donos de oficinas mecânicas.

Com isso, a frota de automóveis está ficando mais velha no país. A recuperação do mercado de veículos novos a partir de 2017, depois de quatro anos de recuo no período mais grave da crise, ainda não conseguiu reverter o processo de envelhecimento da frota brasileira.

No próximo ano, a idade média dos carros vai chegar a dez anos, segundo projeções feitas pelo Sindicato Nacional da Indústria de Componentes para Veículos Automotores (Sindipeças). Hoje, essa média está em nove anos e sete meses. No auge das vendas de veículos novos, em 2012, a idade média da frota brasileira era de oito anos e seis meses.

Confira a reportagem completa no site do Jornal O Tempo.

Categories: noticias