Sindicombustiveis-al

Valor Econômico

10/04/2019 – A Petrobras já acumula 19 dias sem reajustes nos preços do diesel nas refinarias. É o período mais longo sem mudanças nos preços desde o fim do programa de subvenção implementado pelo governo Michel Temer, no segundo semestre de 2018, que mantinha os valores do diesel congelados, nas refinarias, por um mês.
A estimativa, segundo um analista de um importante banco de investimentos, é que o reajuste represado esteja entre 3% a 5%. A fonte, no entanto, afirma que, por ora, não há motivos para preocupação quanto a prejuízos, porque a estratégia da Petrobras é utilizar mecanismos de proteção, como o hedge com o emprego de derivativos, para preservar a rentabilidade de suas operações. Para ler esta notícia, clique aqui.

Categories: noticias